Um dia de saúde mental

Olá, Olá!

Se dispusesse de um dia inteiro só para si, o que escolheria fazer?

Passá-lo na praia? No campo? A visitar museus? A visitar lojas?

Iria ao cinema? Ao teatro?

Ou preferia passar aninhada no sofá, rodeada de livros ou a ver as suas séries predilectas?

Pense no que gosta de fazer, o que a faz feliz?

Planeie um “dia de saude mental”para si mesma e nesse dia resista à tentação de realizar qualquer tarefa.

Desejo-lhe um dia magnífico!

Maria José

Este Blog foi feito com todo o carinho para ajudá-la a pensar mais em si. Se tiver sugestões de temas ou dúvidas para serem respondidas é só enviar um email para avidaemtonssuaves@gmail.com

14 fundamentos para a felicidade

Olá!645882e81a3ec42bef9fef86442b03c9

Sabia que a felicidade pode ser trabalhada para ser aumentada sendo necessário apenas, algum tempo e dedicação ?

Michael W. Fordyce, Psicólogo e Investigador no campo da felicidade, foi um pioneiro no desenvolvimento e estudo das estratégias de melhoria da felicidade.

Testou alguns fundamentos  e concluiu que alguns deles eram eficazes para aumentar a felicidade, com resultados duradouros e com impacto, não só em termos da felicidade , mas também da saúde mental.

Os 14 fundamentos para a felicidade:

  1. Estar ocupado e activo.
  2. Passar mais tempo a socializar.
  3. Ser produtivo em tarefas com significado pessoal.
  4. Ser mais organizado e planear as actividades.
  5. Diminuir a preocupação.
  6. Diminuir as expectativas e aspirações.
  7. Desenvolver um pensamento optimista.
  8. Desenvolver uma orientação para o presente.
  9. Trabalhar para desenvolver uma personalidade saudável.
  10. Desenvolver uma personalidade extrovertida.
  11. Não imitar os outros.
  12. Eliminar os sentimentos negativos.
  13. Encarar os relacionamentos íntimos como fonte número um de felicidade.
  14. Considerar a felicidade como a prioridades mais importante.

Reparou que a felicidade depende de decisões individuais?

Compete a cada um de nós fazer escolhas, modificar comportamentos e atitudes e transformá-los em hábitos regulares. Ser feliz é uma escolha pessoal que requer algum empenhamento e paciência.

Já decidiu ser feliz?

dcf572f963cac9c261625dfbeae2e9a2

Imagens: Pinterest

Maria José

[Read more…]

Como reconhecer a depressão?

Olá!58601c1f83ceab5968b67b42e6d42ab4

Esta semana li uma notícia inquietante, a notícia é baseada num estudo que revela que um em cada cinco portugueses está em sofrimento psicológico.

Este sofrimento em parte poderá estar relacionado com a  crise,  dificuldades económicas, desemprego e o impacto na vida das famílias, sob o ponto de vista afectivo. O mesmo estudo refere, que as dificuldades socioeconómicas estão a ter mais eco nas mulheres do que acontecia anteriormente, isto a par de questões de natureza emocional.

Mas independente da crise, o nosso país tem indicadores preocupantes a nível da saúde mental, cerca de 23% dos portugueses sofrem de doenças mentais, nomeadamente perturbações depressivas e de ansiedade. É o país com a mais alta prevalência da Europa.

Diariamente são vendidas cerca de 23 mil embalagens de antidepressivos e no ano de 2015 foram vendidos quase 12 milhões de embalagens de tranquilizantes. E o problema é que esse número continua a aumentar.

As mulheres têm maior probabilidade, mais do que os homens, de se tornarem depressivas e, por vezes, a recuperação é mais lenta.

Como reconhecer então a doença depressiva?

A doença depressiva caracteriza-se por um aumento excessivo das sensações diárias que acompanham a tristeza. A tristeza e o sofrimento sentidos na doença depressiva são incapacitantes e exagerados em relação a qualquer fator de stress que a pessoa já tenha sofrido.

Quais os sintomas da depressão?

Os sintomas são diversos e manifestam-se a nível do humor, do pensamento, do impulso e a nível físico.

Relativamente ao humor: É frequente a tristeza, a infelicidade, a melancolia, o desespero, a ansiedade e tensão. Há manifesta falta de prazer, falta de satisfação nas coisas que habitualmente apreciava fazer. O choro é mais frequente, o humor é instável, verifica-se um certo mau feitio, irritabilidade, défice de memória e um sentimento de desvalorização;

Embora a tristeza, a ansiedade, a preocupação e a fadiga sejam os sintomas mais comuns das perturbações depressivas, estes sintomas são acompanhados muitas vezes por sintomas somáticos (físicos) que são agravados ou mantidos por factores psicológicos e por perturbações do sono. Entre os sintomas somáticos referidos mais frequentemente contam-se as cefaleias, lombalgias, sensação de esgotamento, cansaço, dores contínuas, perda do apetite, perda de peso, perda do desejo sexual, incapacidade para se relaxar.

Comparativamente às alterações a nível do pensamento, verifica-se perda de interesse, perda da auto-estima, sensibilidade excessiva, sentimento de inadequação, sensação de apatia, incapacidade de adaptação, dificuldade em tomar decisões, desespero, autocensura, lentificação motora e incapacidade em concentrar-se.

A nível do impulso, anunciam-se através do isolamento, evitamento, desejo de fuga ou ainda através de rituais compulsivos (p. ex., limpeza ou verificação).

O reconhecimento precoce da depressão é fundamental, muitas pessoas depressivas não reconhecem os seus sintomas ou não são capazes de exprimir a natureza da sua depressão.

Se identifica alguma desta sintomatologia depressiva e se essa sintomatologia já perdura há algumas semanas, consulte um médico, pois o reconhecimento precoce e um tratamento adequado produzem alívio e melhorias na sua qualidade de vida.

Não ceda à depressão, procure ajuda!

Todos nós temos por vezes momentos na vida em que nos é útil o apoio e orientação de alguém, que nos ajude a navegar por mares psicológicos tempestuosos.

Maria José

[Read more…]

%d bloggers like this: